Pesquisar este blog

Translate

20.12.11

Mareines e Patalano Arquitetura: Casa Folha

 


Residência de beleza única, com sua planta arquitetônica possuindo formato de folha. Seu telhado proporciona sombra aos cômodos e as outras áreas da edificação. Espaços amplos, bem ventilados, com ecoeficiência e com uma elegância incrível, são os pontos fortes desse projeto elaborado por Mareines e Patalano Arquitetura. O texto a seguir foi retirado do jornal on-line Vitruvius.






Casa Folha

Este projeto buscou inspiração em arquiteturas brasileiras indígenas, fruto de climas quentes e umidos como o local da casa, angra dos Reis, Rio de Janeiro. A cobertura funciona como uma grande folha que protege do sol todos os cômodos da casa, assim como os espaços livres entre eles. Esses espaços livres representam a essência do projeto, e como não poderia deixar de ser, são os espaços mais interessantes e mais utilizados pelas pessoas que frequentam a casa. Têm na maior parte das vezes um pé direito muito alto e permite que o vento dominante de sudeste venha frontalmente do mar em direção e através da casa, provendo a todas as áreas da casa, abertas ou fechadas ventilação e resfriamento passivo. Ecoeficiência low-tech, onde ela tem o maior poder de ação num prédio, o conceito do projeto arquitetônico.



Nós entendemos a casa de praia como um meio de melhorar e tornar mais agradável a interação do homem com a natureza. Nunca separá-los totalmente. Não há corredores. Há muita transparência e integração entre dentro e fora, quase uma fusão entre eles. Neste aspecto é interessante realçar a passagem do paisagismo pelo térreo da casa, tanto pelo uso de vegetação quanto pela piscina que ao atravessar a casa se transforma em espelho d´água na varanda posterior . Esta varanda é chama pelo pessoal do escritório como “lounge brasileiro” pela adoção de redes para a área de descanso da sauna, enterrada no terreno que começa a subir a partir desta varanda.

Toda a estrutura da cobertura foi feita em madeira laminada de eucalipto, que devido ao seu processo de fabricação consegue ao mesmo tempo vencer grandes vãos ( 20 metros é o maior da casa) com facilidade e refinamento estético. O telhado, devido á sua geometria complexa é feita em pequenas peças de madeira (pinús). O eucalipto, assim como o Pinus são espécies plantadas para reflorestamento e usadas como matéria-prima consideradas renováveis, pela velocidade que atingem o momento ideal de serem colhidas. Todas as superfícies de acabamento da casa, exceção feita ao vidro e ao cobre patinado, são naturais: Ardósia ferrugem em tiras, madeira natural, madeira de cruzeta de poste no piso do térreo, e tramas de bambu.



O uso destes materiais naturais, do vidro e do cobre patinado, que adquire um tom esverdeado e tem vida útil muito longa, e a estética orgânica rica em detalhes como diferentes ritmos e texturas, provocou um fato interessante: A sensação de que a casa, nova em folha, parecer estar ali desde sempre, em grande harmonia com a natureza exuberante de Angra. A sensação de pertencer ao lugar.










24.11.11

Architects Gang estúdio: Teatro Origami



Bom dia,

hoje trazemos uma arquitetura diferente. Móvel. Um teatro onde sua coberta possui dispositivos para abertura total, para eventos a céu aberto, observatório e eventos que necessitam de espaço fechado com acústica bem trabalhada, o Teatro Origami é o exemplo.


Teatro Origami


Localização: Rockford, Estados Unidos
Data: 2003

Bengt Sjostrom Starlight teatro é uma obra unica por conta do seu telhado. O teatro atende a University Rock Valley. O telhado se assemelha ao origami japonês e é móvel, enquanto fechado, funciona como barreira às intempéries do tempo; eventos ao ar livre pode ter lugar, quando o telhado é aberto. O telhado aberto lembra pétalas de flores em forma de uma seqüência helicoidal, cada um deles se sobrepõem uma pétala adjacentes. O teatro possui capacidade de até 1100 pessoas e ainda oferece um eixo vertical central com função de observatório para as estrelas. Os principais arquitetos do edifício fabuloso são de Architects Gang estúdio.
Para atender o desejo dos usuários para permanecer aberto toda temporada de verão, o projeto dividiu os trabalhos de construção em três etapas. Cada estágio permitiu que o teatro funcionasse a toda capacidade. Primeiro, as arquibancadas foram construídas, então a casa do palco e, finalmente, o telhado. Com o novo prédio e possibilidades de programação ampliada, Starlight se transformou em um destino popular regional e local favorito durante o verão para a comunidade.







6.11.11

Novo prédio mais alto do mundo: Kingdom Tower

O prédio mais alto do mundo: ... em Jedahh (Arábia Saudita), com mais de 1km de altura, com orçamento previsto para 1,2bilhões de doláres...


Kingdom Tower


A Kingdom Tower com um quilômetro de altura. Ela irá fazer a Burj Khalifa de 828 metros de altura parecer baixinha. Até recentemente, existia apenas um rascunho genérico  meio borrado. De acordo com a empresa de Chicago, Adrian Smith + Gordon Gill Architecture, responsável pelo projeto do prédio, a construção está prestes a começar. Os projetos da fundação são agora completos e “a arrecadação de recursos para a torre está em andamento” em Jeddah, Arábia Saudita, próximo ao mar vermelho. Os números da Kingdom Tower são impressionantes. O prédio em si irá custar o assombroso valor de U$1,2 bilhões para ser construído, “enquanto o custo de todo o projeto da Kindgom City está previsto em U$20 bilhões,” segundo o AS+GG. O pináculo de um quilômetro de altura irá abrigar um espaço de 530.000 metros quadrados e irá superar o Burj por pelo menos 173metros. Ele terá um hotel Four Seasons, uma área de Apartamentos Four Seasons, espaço para escritórios, condomínios de luxo e o mais alto observatório do mundo.Serão 59 elevadores, 54 simples e 5 com cabines double-deck, junto com 12 escadas distribuídas pelo Kingdom Tower.Os elevadores que irão subir até o andar do observatório irão viajar a 10 metros por segundo. Irá levar um minuto e quarenta segundos para alcançar o topo da torre.Tem até mesmo um espaço do lado de fora que será usado pela cobertura no andar 157. Você pode vê-lo se destacando na renderização, ele terá 30 metros de diâmetro. Apesar de ainda não alcançar a altura do sonho nunca construído de Frank Lloyd Wright, o Mile Hight Illinois, ele tem contornos bem definidos, um design levemente assimétrico e lembra mais os rascunhos de Wright do que o arredondado Burj Khalifa. 


 O prédio saudita será erguido pelo Grupo Bin Laden, uma das maiores empreiteiras do mundo, fundado pelo pai de Osama Bin Laden, terrorista que comandou o ataque aos Estados Unidos, em 11 de setembro de 2001. Na década de 90, a família Bin Laden cortou relações com Osama. Atualmente, a maior torre do mundo esta localizada em Dubai, numa altura que tem mais de oitocentos metros.




4.11.11

Tom Wright: Burj Al Arab Hotel

 Boa noite,
trazemos hoje o projeto de um hotel lindo e super luxuoso...marco de Dubai.
O hotel Burj al Arab, de Tom Wright da WS Atkins PLC.


 Tom Wright: Burj Al Arab Hotel



  
Depois de ter falado de várias construções no Dubai, hoje vou falar da que talvez seja a mais famosa de todas nos Emirados Árabes Unidos; o Burj Al Arab Hotel, prédio que é o 18º maior do mundo. O hotel mais caro do mundo, é uma das maiores atrações em Dubai. Parece um veleiro ancorado. Tem 321 metros de altura, levou quatro anos para ficar pronto e custou a ninharia de US$ 6 bilhões.
 





Situado 15 km ao Sul da cidade de Dubai, o hotel Burj Al Arab e o parque aquático Wild Wadi são parte de uma ilha artificial distante 280 metros da praia, à qual está ligada por uma via de acesso em curva. A construção começou em 1994, sobre pilares enterrados a até 40 metros abaixo do leito subaquático. Com 321 metros de altura, é mais alto que a da Torre Eiffel e apenas 60 metros menor que o edifício Empire State, de New York.
 A fachada que dá a forma ao veleiro foi produzida em tela dupla de fibra de vidro protegida com Teflon, sendo a primeira vez que tal tecnologia foi usada verticalmente dessa forma e nessa extensão em qualquer edifício do mundo. Mantém-se branca durante o dia e é usada para formar um arco-íris de mostradores iluminados à noite, "criando um brilhante prólogo para as maravilhas que esperam o hóspede em seu interior", como explicam os responsáveis pelo empreendimento.
 No hall, uma fonte de vários lances, dispostos como degraus, solta jatos d'água numa coreografia sincronizada, iluminada, à noite, por luzes coloridas. De cada lado, aquários altíssimos, com peixes de água salgada, fazem às vezes de parede.
Todo o hotel é um espanto. As fachadas brancas são compensadas pelo exuberante colorido interior. Dentro, o dourado domina. Nos mosaicos dos pisos e das paredes, nas largas molduras de quadros e de elevadores, nos metais, nos detalhes e nos objetos decorativos. E tudo o que brilha é banhado a ouro. Tapetes e carpetes feitos à mão são macios; os sofás, suntuosos. O luxo é evidente, avassalador.


 


2.11.11

Edifício sustentável

bom dia,

hoje trazemos um edifício sustentável para a nossa página. Texto e imagens retiradas do site StudioBlog

Cingapura Ecológica - EDITT Tower

 

 

Atualmente, enquanto se aguarda a construção em Cingapura, o EDITT Tower será um modelo de "Efarmacológicos Design Eun Tele Tropics ". Projetado por TR Hamzah & Yeang e patrocinado pela National University of Singapore, Os 26 andares do arranha-céus contarão painéis fotovoltaicos, Ventilação natural, e uma usina de geração de biogás, tudo embrulhado em uma parede viva de isolamento que cobre metade da sua superfície. O arranha-céu verde foi projetado para aumentar a diversidade da sua localização de bio-e reabilitar o ecossistema local de Cingapura em zeroculture 'metrópole.

  Cerca de metade da superfície do EDITT Tower será envolvida com vegetação local e orgânica, E arquitetura passiva permitirá ventilação natural. Rampas de acesso público irão se conectar pisos superiores ao nível de rua ladeada de lojas, restaurantes e vida vegetal. O prédio também foi projetado para adaptabilidade futuro, com muitas paredes e pisos que podem ser movidos ou removidos. Em uma cidade conhecida por suas chuvas torrenciais, o edifício irá coletar água da chuva e integrar um sistema de água cinza tanto para a irrigação das plantas e válvula de descarga com uma estimativa de 55% auto-suficiência.  855 metros quadrados de painéis fotovoltaicos irá fornecer para 39,7% das necessidades de energia do edifício, e os planos também incluem a capacidade de converter esgoto em biogás e fertilizantes. A torre será construído utilizando vários materiais reciclados e recicláveis, e um sistema centralizado de reciclagem será acessível a partir de cada andar. 

 


1.11.11

Oscar Niemeyer: Puerto de La Musica

Olhando sites sobre arquitetura achei o site do querido Oscar Niemeyer, lindo, bem organizado e de muita criatividade o site busca mostrar todos os fatos relevantes a vida desse grande arquiteto. Na busca encontrei o projeto do Puerto de La Musica, na Argentina, datado de 2008.



Oscar Niemeyer: Puerto de La Musica




"Ao projetar este teatro para Rosário, na Argentina, a minha preocupação foi manter duas soluções arquitetônicas que venho adotando quando se trata de um teatro.


 
Primeiro, garantir que o espetáculo não se limite aos que estão na platéia, mas também alcance os que de fora - 20 ou 30 mil - possam dele participar. Solução que me espanta não ter sido adotada há mais tempo, conferindo ao teatro outra importância.



 
 A outra solução, que não canso de repetir em todos os meus projetos, consiste em levar o espetáculo diretamente ao foyer e à sala de espetáculos - o que evita obrigá-lo a uma circulação mais longa e desnecessária. Preocupou-me também dar ao novo teatro uma forma diferente, criando a surpresa arquitetural com que procuro caracterizar a minha arquitetura.
   Lembro-me ao desenhar o corte transversal do projeto, a curva que sobre a platéia pedia uma solução mais favorável à acústica, ao contrário do palco, que justamente exigia maior altura.
 O aspecto exterior do projeto estava definido; nada arbitrário, tudo ligado ao problema estrutural que surgia.
   Revi o projeto. Senti que a forma circular adotada funcionava bem, que as rampas que ligava a platéia ao palco estavam corretas, que, apesar dos quatro camarotes incluídos na platéia, ela subia suavemente sem interrupções.
O interior do projeto estava resolvido, e criar dois camarotes laterais maiores nos pareceu apropriado, lembrando como eles são usados e como são necessários em certos eventos especiais.

Deixando o trabalho de lado por dois ou três dias, interessados em examiná-lo de novo pela última vez. Tudo nos pareceu correto, e é com otimismo que estamos apresentando a vocês este projeto."






Texto e imagens de formato CAD retiradas do site Oscar Niemeyer.
Demais imagens retiradas do google.com.

Como complemento para este post, trazemos um indicativo de leitura extra, o Artsy. Essa página traz informações relevantes sobre o arquiteto Niemeyer e diversos outros arquitetos e artistas do mundo, com galerias e descrições sobre obras e peças criadas por eles. Para mais informações sobre a galeria de Niemeyer, através deste site, é só clicar em Artsy.

28.10.11

Ruy Ohtake: Conjunto Residencial Heliópolis

O padrão construtivo de edifícios residenciais de interesse social normalmente é com formas retilíneas, com aberturas pequenas e normalmente em volumes quadrados ou retangulares. Ruy Ohtake cria um projeto diferenciado para esses conjuntos, possuindo uma forma circular bem diferente dos residenciais já existentes.


 Conjunto Residencial Heliópolis

Quando o edifício Quatiara (1972) foi projetado, com 3 banheiros reunidos num círculo com raio de 3,20m e todas as demais áreas flexíveis em torno desse círculo, a intenção foi desenhar um apartamento de baixo custo, de forma circular.
No ano de 2008 a Prefeitura do Município de São Paulo convidou o escritório Ruy Ohtake para o desafio de projetar edifícios residenciais de interesse social. foi retomada a idéia do edifício circular  e desenhados 4 apartamentos por andar, de 49m², com 2 dormitórios. A sala se abre na fachada com largura de 6,50m e amplas visuais para fora. Uma só parede concentra as instalações hidráulicas.









Local do projeto: São Paulo
Data do Projeto: 2008
Em construção



Follow by Email

O que se passa:

https://www.facebook.com/S3ArquiteturaEPlanejamento